Terceira Margem
Arquitetura e Singularidades
topo-sobre-2.gif

Sobre

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nossos porquês e por quens

O Terceira Margem acredita que o espaço atua diretamente no nosso modo de ser e viver. Nossa proposta é promover um conjunto de práticas que tragam à luz as forças que estão em jogo no espaço, que atuam sobre nossos corpos e são capazes de, no limite, nos fazer estagnar ou avançar. E trabalhar a partir delas.

Afirmamos o desejo de que a prática da Arquitetura e do Urbanismo possa contribuir positivamente na vida dos habitantes, e que os espaços construídos sejam tomados de sentidos vitais e existenciais.

Apostar na dimensão criativa do encontro entre a nossa equipe e o cliente é um caminho possível para ampliar ao máximo os diferentes modos de viver e seus espaços singulares.

 

Our ‘whys’ and ‘whoms’

Terceira Margem believes that space acts directly in our way of being and living. Our proposal is to promote a set of practices that bring to light the forces that are at play in space, that act on our bodies and are capable to make us stagnate or advance. And work from them.
We affirm the wish that the practice of Architecture and Urbanism can contribute positively in the life of the inhabitants, and that the built spaces are inhabited by vital and existential senses.
Betting on the creative dimension of the meeting between our team and the client is a possible way to expand the different ways of living and their unique spaces.


“Arquitetura é um meio para alcançar certos resultados coletivos."

Lina Bo Bardi, arquiteta

"Architecture is a way to reach certain collective results"
Lina Bo Bardi, architect


MANIFESTO

Casa  é  esse  espaço  onde  a  gente  mora.  
Casa  tem  chão.  Tem  teto.  
Mas  o  que  é  chão  quando  habitamos  um  rio?  
O  que  é  teto  quando  podemos  tocar  o  ar? 

Construir  o  morar  é  ter  tempo  para  buscar  tempo  
de  experimentar  a  casa,  a  cidade,  o  espaço.  
E  encontrar,  em  cada  um  de  nós,  
o  habitar  que  a  gente  quer  viver. 

Construir  uma  casa  é  mais  do  que  erguer  paredes.  
Pode,  inclusive,  ser  derrubar  cada  uma  delas. 
Construir  o  morar  é  mergulhar  no  que  é  fluxo,  
com  a  coragem  de  não  entender  para  compreender  junto. 

Exercitar  memórias  e  sonhos,  
despertar  a  nossa  própria  criação. 

É  ouvir  o  sentir  para  fazer  o  sentido.

 

Manifesto

Home is this space where we live.
Home has floor. It has a ceiling.
But what is ground when we inhabit a river?
What is ceiling when we can touch the air?

Building a home is having time to look for time
To experience the house, the city, the space.
And to find, in each one of us,
The dwelling that we want to live at.

Building a home is more than erecting walls.
It may even be to overthrow each of them.
Building the dwelling is to delve into what is flow,
with the courage to not understand and understand together.

Exercise memories and dreams,
awaken our own creation.

Listen to the feeling to make the sense.


 

A GENTE|  about us
Quem dá sentido ao Terceira Margem

Iazana Guizzo   Sócia-fundadora   Arquiteta e Urbanista. Doutora em urbanismo pela UFRJ (2014), com o tema “Dos métodos de concepção do espaço comum: a participação em Cristopher Alexander, Lina Bo Bardi e Hassan Fathy”. Atua como coordenadora e professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Santa Úrsula-RJ e professora do Mestrado Profissional em Gestão do Trabalho para a Qualidade do Ambiente Construído, da mesma instituição. Realizou doutorado-sanduíche no Institut d'Urbanisme de Paris (2012 e 2013). Mestre pelo programa de pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal Fluminense (2008). É formada em Arquitetura e Urbanismo pela UniRitter-RS (2004) e no curso técnico de bailarino contemporâneo pela Escola Angel Vianna-RJ (2009-2011). Atuou como arquiteta e urbanista na Prefeitura de Nova Iguaçu-RJ (2006 a 2009). Participou da equipe de elaboração dos planos diretores de Nilópolis e São João de Meriti, RJ (2006). Atuou, também, como professora substituta na FAU-UFRJ (2009 a 2010), além de elaborar e executar projetos de arquitetura e intervenções artísticas.

Iazana Guizzo
Sócia-fundadora

Arquiteta e Urbanista. Doutora em urbanismo pela UFRJ (2014), com o tema “Dos métodos de concepção do espaço comum: a participação em Cristopher Alexander, Lina Bo Bardi e Hassan Fathy”. Atua como coordenadora e professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Santa Úrsula-RJ e professora do Mestrado Profissional em Gestão do Trabalho para a Qualidade do Ambiente Construído, da mesma instituição. Realizou doutorado-sanduíche no Institut d'Urbanisme de Paris (2012 e 2013). Mestre pelo programa de pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal Fluminense (2008). É formada em Arquitetura e Urbanismo pela UniRitter-RS (2004) e no curso técnico de bailarino contemporâneo pela Escola Angel Vianna-RJ (2009-2011). Atuou como arquiteta e urbanista na Prefeitura de Nova Iguaçu-RJ (2006 a 2009). Participou da equipe de elaboração dos planos diretores de Nilópolis e São João de Meriti, RJ (2006). Atuou, também, como professora substituta na FAU-UFRJ (2009 a 2010), além de elaborar e executar projetos de arquitetura e intervenções artísticas.

Nathalia Botelho   Parceira   Historiadora da arte  summa cum laude  pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013). Graduanda em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Santa Úrsula e mestranda em História e Crítica da Arte no PPGAV – UFRJ, onde investiga relações entre Arte e Arquitetura através dos desenhos de Lina Bo Bardi. Desenvolveu projetos sobre cultura brasileira e gerenciamento de cursos e exposições de arte.

Nathalia Botelho
Parceira

Historiadora da arte summa cum laude pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013). Graduanda em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Santa Úrsula e mestranda em História e Crítica da Arte no PPGAV – UFRJ, onde investiga relações entre Arte e Arquitetura através dos desenhos de Lina Bo Bardi. Desenvolveu projetos sobre cultura brasileira e gerenciamento de cursos e exposições de arte.

 

Quem constrói parcerias eventuais.

Estúdio Guanabara - escritório de arquitetura

Laura Pozzana - psicóloga

João Calafate - arquiteto e urbanista

Julia Sá Earp - designer


Quem já contribuiu conosco.

Cristiane Knijnk - psicóloga

Felipe Moulin - arquiteto e urbanista

Mariana Baldi - psicóloga e pesquisadora

Natália Cidade - arquiteta e urbanista

Zoé Aubry - arquiteta e urbanista